Trabalhadores sofrem mais um golpe do governo e Sindeducação pressiona as bancadas municipal e estadual

Câmara CLT

Um golpe bárbaro atingiu a classe trabalhadora do país na noite de ontem. Na quarta-feira, 26 de abril, a Câmara dos Deputados aprovou o Projeto de Lei 6787/16 que estabelece o fim da Consolidação das Leis Trabalhistas (CLT), por 296 votos a favor e 177 contras.

Foi na calada da noite que sorrateiramente, deputados – eleitos pelo povo – da base governista, conseguiram extinguir os direitos conquistados com a luta dos trabalhadores e participação popular. Para a presidente do Sindeducação, a manobra é um ataque severo e criminoso contra os trabalhadores e trabalhadoras de todo o pais.

“O Brasil foi, novamente, vítima de um assalto, os direitos trabalhistas do povo foram roubados sem chance de defesa, pois esse governo golpista veio para penalizar as camadas mais pobres e impedir que esse cidadão possa sonhar e alcançar conquistas. Para eles, fecham-se as portas do trabalho, da educação, do entretenimento, da saúde, e da qualidade de vida; esse governo representa os interesses vorazes da burguesia; ” desabafou a professora Elisabeth Castelo Branco, presidente do Sindeducação.

O momento é de criar unidade na luta, aproximar os trabalhadores para que nosso grito e força estremeçam a base governista. Depende de nós, trabalhadores de todas as esferas, reagir e resistir no enfrentamento. Amanhã, dia 28 de abril, vamos parar São Luís; não faça nenhuma atividade; não mande seus filhos para a escola; Pois se nós não reagirmos agora, amanhã poderá ser tarde demais, frisou a presidente do Sindeducação.

Diante de tudo isso, o Sindeducação estará o dia todo em militância, em protesto às medidas nefastas deste governo golpista e também em repúdio aos Deputados maranhenses que foram inimigos e conspiraram contra a sociedade maranhense e apoiaram o PL 6787/16. “Esse governo não age sozinho, tem seus aliados; lamentavelmente, pessoas escolhidas pela sociedade para defender os direitos de quem os colocou no poder”, destacou a professora Josidete Barbosa, vice-presidente do Sindeducação.

Conheça os conspiradores e traidores do Maranhão que votaram a favor da destruição da CLT.

deputados

A partir de agora o PL seguirá para apreciação do Senado Federal, que poderá acabar de vez com uma conquista de mais de 60 anos de lutas da classe trabalhadora.

O Sindeducação iniciará o ato na Praça Deodoro, a partir das 7h e por isso não haverá atendimento na sede do Sindicato nesta sexta-feira, dia 28 de abril.

Vamos à luta!

Sindeducação mantém força e engajamento na luta!

diretoria

Em face ao desmonte das conquistas da classe trabalhadora, o Sindeducação, esteve na Câmara Municipal de Vereadores de São Luís e na Assembleia Legislativa para solicitar aos parlamentares das esferas municipal e estadual a defesa junto à bancada federal, para que reflitam sobre o prejuízo dessas medidas aos trabalhadores, e não aprovem. A ação foi realizada na manhã desta quinta-feira, 27 de abril.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *