Professores desenvolvem projeto sobre perigos das drogas

 

drogasrubao4

Em mais uma iniciativa em prol da qualidade no ensino público, professores das UEB’s Prof Rubem Almeida, turno Noturno, modalidade EJA, no Coroadinho e UEB Prof Camélia da Costa Viveiros no Coroado, turno Matutino com alunos do Ensino Fundamental Maior, realizaram o projeto “Quem escolhe o seu caminho? você ou as drogas?”.

Idealizado pela promotora de justiça, Cristiane Gomes Coelho Maia Lago, titular da 11ª Promotoria de Justiça de Substituição Plena de São Luís, o projeto tem o objetivo de fortalecer o combate as drogas no espaço escolar e foi organizado pela Professora Flor de Cássia que contou com o apoio de toda a comunidade escolar.

O projeto foi desenvolvido nas UEB’s a partir de poesias e desenhos baseados no tema da campanha. Os trabalhos ficaram em exposição nas escolas, sendo analisados e classificados pela equipe de docentes, supervisores e gestor escolar.

Os alunos premiados da Escola UEB Prof. Rubem Almeida foram: 1º lugar –Talysson Silva Guimarães, desenho; 2º lugar – Lady Dayane Pereira, poesia e 3º lugar – Marco Antônio Meireles com desenho. Todos os trabalhos expressaram alerta e combate às drogas.

drogascamelia

Já na UEB Profa. Camélia da Costa Viveiro, o estudante do 6º ano, Jadilson Costa Soares, 12 anos, portador da síndrome de Dandy Walker foi um dos vencedores com desenho ilustrando que criança que não brinca, não estuda e fica na rua se envolve com drogas e será infeliz. A professora Francinete Moura dos Santos (Ensino Religioso) ficou feliz com o desempenho do aluno e o processo de inclusão da escola. “A inclusão também está acontecendo na escola, estou muito feliz por ele, pois vem comprovar que todos são capazes”. As alunas Maria Vitória e Alessandra Santos Pacheco do 9º ano foram as finalistas nas categorias Poesia, receberam as premiações e incentivo para continuarem o trabalho de conscientização e alerta às drogas.

Para Flor de Cássia Pereira da Silva, professora de Ciências das escolas contempladas, o projeto enfatiza as informações repassadas constantemente pela escola aos discentes. “Sempre fazemos atividades de conscientização na escola, porque acreditamos que a informação inibe o interesse. Iremos continuar trabalhando esse tema o ano todo com a equipe de alunos e professores os quais serão multiplicadores do conhecimento adquirido para suas famílias e na comunidade onde eles vivem”, completou a professora.

Para a promotora Cristiane Gomes Coelho Maia Lago o desenvolvimento do projeto teve grande sucesso. “Foi muito gratificante ver o empenho desses alunos na realização do projeto e trazer para dentro das escolas a conscientização desses jovens para o perigo e os efeitos devastadores das drogas e de fundamental importância, enfatizou a promotora.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *