Sindeducação realiza Assembleia de Prestação de Contas do exercício de 2021

Na tarde de quarta-feira (13), a diretoria do Sindeducação promoveu no salão de eventos do hotel Abbeville, Assembleia de Prestação de Contas do Exercício de 2021. As finanças referentes ao ano passado foram aprovadas, sem ressalvas, pelo Conselho Fiscal da entidade, que ainda aprovou a parcial referente aos meses de novembro a dezembro de 2020, quando a gestão “Da unidade vai nascer a novidade” assumiu a direção do sindicato.

Prestação de Contas foi aprovada pela categoria.

A diretoria do Sindeducação ressaltou a importância do trabalho realizado pela gestão, que, em tempo hábil e com total transparência, apresentou aos filiados e filiadas da entidade o balancete financeiro de 2021, a diretoria lembrou aos presentes na Assembleia Geral do esforço empreendido para equilibrar as finanças da entidade, pois quando a gestão assumiu o sindicato, encontrou a instituição à beira de uma crise financeira, com a sede da entidade passando por reforma e com apenas R$ 3 mil deixado em conta bancária pela gestão anterior, que não realizava prestação de contas desde 2018.

1ª secretária Geral do Sindeducação, Rose Costa.

No discurso dos diretores, foi ressaltado que um dos maiores compromissos da gestão era o de resgatar a credibilidade da entidade perante à sua base, portanto, nesta Assembleia a atual gestão apresentou com riqueza de detalhes o balanço das ações do sindicato em favor da categoria ao longo dos últimos meses, destacando, inclusive uma economia de caixa com despesas referentes à telefonia e uso de combustível, quando comparado aos anos anteriores.

1ª tesoureira do Sindeducação, Cláudia Aquino.

Atualmente, o Sindeducação está com as contas equilibradas, saldando corretamente suas obrigações mensais, sejam as de ordem fiscal, trabalhista e contratual. A entidade está em dias com o pagamento dos fornecedores, funcionários, prestadores de serviços, ainda tendo que fazer reparos nas obras da sede e, ainda assim conseguiu formar em 2022 um fundo de reserva, sem deixar de aplicar nas mobilizações que estão muito mais fortalecidas. Sem dúvidas, a seriedade é uma marca da gestão.

Membros do Conselho Fiscal do Sindeducação

Na oportunidade, a presidente do Sindeducação, Sheila Bordalo ainda destacou sobre o trabalho realizado pelo Conselho Fiscal, que atuou com isenção, ética e independência na análise criteriosa das contas da entidade. “É todo um trabalho conjunto desenvolvido por nossas secretarias, temos o compromisso de honrar a contribuição dos (as) nossos (as) associados (as) e, se hoje a gente consegue lutar em busca de valorização e respeito, fazer atividades, campanhas, participar de eventos, realizar atos e ter o sindicato funcionando, oferecendo bons serviços é porque foi possível fazer esse equilíbrio”, concluiu a presidente.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *