Sindeducação encerra ciclo de palestras da I Conferência Livre dos Professores da Rede Pública Municipal de São Luís

foto conferencia 3 dia 1

A I Conferência Livre dos Professores da Rede Pública Municipal de São Luís encerrou o ciclo de debates na manhã deste sábado, 13. O evento aconteceu durante três dias, no auditório Zenira Fiquene, Faculdade Pitágoras.

O assessor da entidade sindical, Antônio Carlos Araújo, abriu o último dia com palestra sobre o FUNDEF a menor.

“A explanação foi esclarecedora, uma vez que há muitas dúvidas”, falou a professora Silvia Veras.

A Conferência Livre possui caráter qualificador com palestras e debates referentes ao EIXO VII do Plano Municipal de Educação (PME), Planos decenais, SNE e valorização dos profissionais da educação: formação, carreira, remuneração e condições de trabalho e saúde. Conforme os trâmites metodológicos, o evento deve acontecer antes das conferências municipal, estadual e nacional.

Durante os três dias, foram debatidas temáticas importantes sobre as estratégias do  eixo proposto do PME sobre a valorização do profissional do magistério, trazendo para o centro das discussões a necessidade de que o trabalhador da educação e a sociedade se enxerguem como avaliador e fiscalizador dentro do sistema educacional e do Plano Municipal de Educação, assumindo esse  papel, com conhecimento  para  cobrar o cumprimento das metas e das estratégias, bem como a promoção dos avanços na política pública educacional.

Dada a relevância deste momento, o Sindeducação consolida, mais uma vez, a sua responsabilidade social e empenho em qualificar os educadores. “Desde 2014, o Sindeducação vem lutando para consolidar o debate sobre o PME e a construção de estratégias para cobrar ações do governo municipal. Esse evento foi riquíssimo e muito satisfatório para o Sindicato, pois as entidades sindicais precisam ver o trabalhador em sua total necessidade, assim como precisam investir na formação política  de sua base. O Sindeducação tem esse diferencial e continuará investindo na vida profissional do professor”, destacou a presidente do Sindeducação, professora Elisabeth Castelo Branco.

A secretária de Assuntos Jurídicos, professora Raimunda Gualberto, também enfatizou a importância do momento. “ São aprendizados que nos fazem evoluir enquanto profissionais; essas experiências levamos para a sala de aula”, disse.

A Conferência Livre foi encerrada com a criação do documento síntese (moção), contendo as propostas construídas nesses três dias de debates em referência ao EIXO VII do PME, que trata da valorização dos professores, o documento será encaminhado para os Fóruns municipal, estadual e nacional.

“Os governos não têm interesse de capacitar os trabalhadores da educação e, isso é muito grave. Precisamos dominar o verdadeiro conhecimento sobre a nossa profissão, entender os direitos, atuar como fiscalizadores e cobrar do poder público a efetivação de uma educação pública de qualidade”, destacou a presidente do Sindeducação.

conferencia Gleise

“A Conferência Livre é apenas um dos patamares que nós, enquanto categoria, avançamos na luta pela valorização dos profissionais do magistério, ainda temos muitos desafios pela frente. Que hoje, seja um começo de uma nova consciência em que precisamos nos fortalecer com conhecimento e assim nos organizarmos para enfrentar a política de desvalorização dos governantes. Uma categoria politizada e unida é a arma que todos os governos temem”, frisou a secretária de Assuntos Educacionais, professora Gleise Sales.

Conferência Livre dos Professores da Rede Pública Municipal de São Luís – #eufui  #eufaçoadiferença

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *