Sindeducação promove Assembleia Geral nos dias 2 e 3 de maio

Chegamos ao 15º dia de greve dos professores da rede pública municipal de São Luís, seguindo firmes em defesa da carreira do magistério, por um reajuste digno que contemple a toda categoria e por melhores condições de trabalho.

Esta semana promete ser decisiva para o movimento, teremos duas assembleias de deliberação (editais abaixo) sobre as reivindicações da categoria e mais uma audiência de conciliação com a Prefeitura de São Luís), mediada pelo Ministério Púbico do Estado do Maranhão (MP-MA).

É bom lembrar que a atual proposta de reajuste da Prefeitura de São Luís é de 10,06%. Na audiência realizada no dia 27 de abril, o MP-MA apresentou estudo realizado por sua equipe técnica, informando a possibilidade de a Prefeitura de São Luís conceder mais 4,51% aos professores, percentual referente à inflação de 2020. Totalizando 14,57%, os representantes da Semed e Semad nesta audiência se comprometeram em analisar a viabilidade dessa proposta.

Na assembleia desta segunda-feira, 2 de maio, a categoria deverá analisar a possibilidade de apresentar uma contraproposta, a partir do estudo encomendado pelo Sindeducação, que contém informações do orçamento municipal já apresentadas pela Prefeitura de São Luís.

ILEGALIDADE DA GREVE

Apesar de a justiça ter determinado a ilegalidade da nossa greve, antes mesmo de começar, reafirmamos que é a nossa mobilização nas ruas que a manterá forte. Quanto mais pessoas nas ruas, mais apoio e legitimidade ganha nossa luta, que é sobretudo em defesa da educação pública de qualidade e pela valorização do magistério.

Não é verdade que a justiça determinou o corte de ponto, desconto de salários e instalação de processos administrativos. Se o prefeito Eduardo Braide tomar essas medidas, que assuma a responsabilidade de tirar o sustento de milhares de profissionais que lutam por uma vida melhor.

A decisão da desembargadora é bem clara: A DECISÃO DE CORTAR PONTO E ABRIR PROCESSOS ADMINISTRATIVOS É EXCLUSIVAMENTE DO PREFEITO EDUARDO BRAIDE.

Assim, nesta SEMANA DECISIVA PARA GREVE vamos seguir mobilizando e dialogando para que todos e todas tenham seus direitos respeitados e para garantirmos o futuro da nossa carreira.

PARA TER ACESSO AO EDITAL DA ASSEMBLEIA GERAL DO DIA 2 DE MAIO, CLIQUE (AQUI)

PARA TER ACESSO AO EDITAL DA ASSEMBLEIA GERAL DO DIA 3 DE MAIO, CLIQUE (AQUI)

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *