Sindeducação convoca a categoria para Audiência Pública na Câmara Municipal de São Luís

Convite Audiência Pública
O Sindeducação convoca toda a categoria para Audiência Pública, a fim de tratar sobre as problemáticas na Educação pública da capital. A reunião será realizada no dia 31 de maio, às 14h, no Plenário Pedro Neiva de Santana, Câmara Municipal de São Luís.

Após várias cobranças do Sindeducação (relembre), a  audiência havia sido marcada para o dia 9 de maio, mas foi cancelada um dia antes. Em nota, o vereador Marquinhos, propositor da audiência diz que a remarcação se deu “devido ao pedido da Secretaria de Educação do Município, que alegou o não comparecimento do Secretário Moacir Feitosa por motivos alheios a sua vontade”.

A Audiência Pública na Câmara de Vereadores de São Luís foi uma conquista da direção do Sindeducação que vem lutando pelo debate dos problemas que afligem a educação pública municipal de São Luís. No mês de abril, a direção da entidade sindical ocupou a tribuna da Câmara de Vereadores, onde cobrou da Casa a realização desta reunião para discutir os problemas da educação e ainda a instauração de uma CPI para investigar o gerenciamento dos recursos repassados pelo Governo Federal para a pasta, bem como estabelecer encaminhamentos efetivos de caráter emergencial que solucionem as graves problemáticas.

A rede municipal de São Luís agoniza – Veja a matéria publicada pelo Sindeducação no jornal O Estado Foto 1
foto 3IMG_7010IMG_9433

São vários problemas que atingem a rede municipal de ensino. Inúmeras escolas estão sofrendo com infiltrações, por infestações de cupim e/ou pombos, sem nenhuma infraestrutura, com prédios cheios de goteiras, sem iluminação e água para as crianças beberem; ambientes quentes, por falta de ventiladores; problemas na rede hidráulicas e elétricas. Foram identificadas unidades de ensino com quadras de esporte não concluídas ou inservíveis para uso. Sem contar laboratórios de informática sem utilização; ausência de biblioteca; e até escola funcionando em um galpão, dentre outras tantas irregularidades. Problemas com a distribuição da merenda escolar que no início do ano letivo já faltou em diversas escolas. Como o caso da UEB Anjo da Guarda.

“Não podemos esperar mais pela solução dos problemas existentes na rede municipal de São Luís. As nossas crianças, jovens e professores agonizam em meio ao caos que assola a rede; o nosso enfrentamento é diuturnamente, denunciando e cobrando da gestão pública o olhar de responsabilidade e comprometimento em fazer valer o direito dos cidadãos à uma educação pública de qualidade”, frisou a professora Elisabeth.

Contamos com sua participação, professor!

O quê? Audiência Pública

Onde? Câmara dos Vereadores de São Luís – Plenário Simão Estácio da Silveira

Quando? 31 de maio, às 14h.

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *