REUNIÃO | Sindeducação discute Abono Salarial e Ampliação de Jornada com vereador Honorato Fernandes

Professora Elisabeth apresenta demandas ao vereador Honorato Fernandes.

O Sindeducação reuniu-se, na última quinta-feira (30), com o vereador de São Luís, Honorato Fernandes (PT). No encontro, realizado na Câmara Municipal, o sindicato apresentou demandas dos professores da Rede Municipal, em especial, a questão da Ampliação de Jornada, para resolução da problemática de acúmulo de cargos; e as regras para o pagamento do Abono Salarial, anunciado, recentemente, pelo prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior.

A presidente do Sindeducação, professora Elisabeth Castelo Branco, iniciou o encontro ressaltando negociação realizada no dia anterior com a Secretaria Municipal de Educação – SEMED, quando tratou sobre o abono salarial, dentre outros. O sindicato pediu apoio do vereador, no sentido de garantir uma minuta de Projeto de Lei, que contemple todos os professores que têm direito, dentro dos parâmetros da legislação: Estatuto do Servidor Público Municipal de São Luís – Lei n.º 4615/2006; e Lei do FUNDEB – n.º 11.494/2007.

O Sindeducação também tratou sobre a unificação de matrículas, para resolução da problemática de acúmulo de cargos. A professora Elisabeth pontuou que precisa ter conhecimento do projeto que foi encaminhado, para que os professores dialoguem com os vereadores, no sentido de garantir o que foi aprovado pela categoria e, posteriormente, negociado com a SEMED.

Na ocasião também foi debatida a questão da supressão dos créditos do auxílio-transporte no cartão de Vale-transporte, no último dia 27 de janeiro. “Os professores, servidores municipais, e toda a população de São Luís, que possui o cartão, foram surpreendidos quando os saldos dos seus cartões amanheceram sem créditos, e para agravar a situação, todos os usuários que tinham créditos acumulados por mais de 180 dias tiveram seus valores usurpados”, lamentou a sindicalista.

Dirigentes do Sindeducação com o parlamentar ao final da reunião.

Segundo o parlamentar, com o recesso da Câmara, não há trâmite de projetos na Casa. “Assim que a mensagem chegar, acompanharemos de perto esse PL dos professores”, frisou Honorato.

O vereador Honorato também se comprometeu, em razão das problemáticas apresentadas, em articular a realização de uma Audiência Pública para tratar dos temas apresentados pelo sindicato. “Também conversaremos com o secretário de Educação, Moacir Feitosa, para buscar equacionar os problemas citados pela entidade”, finalizou.


Imprensa Sindeducação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *