Professores da UEB São José denunciam precariedade na Unidade de Ensino.

 

foto 2

A diretoria do Sindeducação se reuniu na tarde desta terça feira (28.03), com professores e pais de alunos da UEB São José que denunciaram os problemas existentes na Escola e as dificuldades de desenvolverem as atividades escolares.

A Escola São José não foge à regra da maioria das escolas municipais de São Luís que estão com a infraestrutura comprometida oferecendo riscos à comunidade escolar. “Essa é mais uma escola municipal que encontra-se com problemas estruturais, eles são visíveis e não podemos nos calar diante de tamanho descaso do governo municipal, temos que ter uma nova tragédia para ser tomada alguma providência, questionou a presidente do Sindeducação Elisabeth Castelo Branco.

fotos são josé

A UEB São José, localizada no bairro Bom Jardim, no Turu, apresenta problemas históricos comum a toda rede municipal de ensino. A rede elétrica apresenta problemas, com energia oscilando, a escola teve uma sala de aula queimada devido a um curto circuito, com problema na energia a escola fica sem água, pois é através dela que a bomba do poço artesiano puxa a água, faltam ventiladores em quase todas as salas, as janelas estão quebradas, o telhado está cheio de goteiras e quando chove a escola fica inundada, a tampa da fossa de esgoto está quebrada, proporcionando grande risco aos alunos, sem falar no mato que invadiu a área da escola.

“Comunicamos todos esses problemas a SEMED e a secretaria nos avisou que se não voltássemos a dar aulas, seríamos relotados e a escola fechada. Sabemos que os nossos alunos não têm para onde irem, visto que as outras escolas adjacentes são do município de Ribamar ou já estão lotadas. Não podemos penalizarmos os alunos e tivemos que voltar a dar aula mesmo nessas condições, infelizmente”, desabafou o professor Aniceto Neto.

foto 5

A presidente do Sindicato dos Professores, Elisabeth Castelo Branco conclamou os professores a elaborarem relatórios pontuando os problemas existentes na unidade de ensino para que este seja encaminhado ao Ministério Público. “Temos que nos unir e denunciar os problemas das escolas para quem de fato possa tomar alguma providência. De posse desses documentos, vamos encaminhá-lo ao Ministério Público Estadual e Federal, a Câmara de Vereadores de São Luís, a Secretaria de Educação e a Prefeitura de São Luís. O Sindicato não vai se calar e vai estar junto da categoria para o que der e vier, disse Elisabeth.

Raio X da Escola

A UEB São José possui cerca de 300 alunos e funciona em dois turnos: matutino e vespertino sendo 150 alunos pela manhã do primeiro ao quinto ano e mais 150 alunos a tarde do sexto ao nono ano. A escola conta com 20 professores e seis salas.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *