PRESSÃO | Ministério Público marca reunião para debater Diretrizes Unilaterais da SEMED

SEMED foi convocada para o encontro desta sexta-feira, dia 21

Em resposta a expediente remetido pelo Sindeducação na última segunda-feira, dia 10, o Ministério Público do Maranhão – MPMA confirmou a realização de uma reunião, nesta sexta-feira, dia 21, às 9h, para tratar das problemáticas encontradas nas diretrizes produzidas unilateralmente pela Secretaria de Educação – SEMED.

Em ofício remetido ao promotor de Justiça, Paulo Avelar, titular da 1ª Promotoria de Justiça da Capital, responsável pelas demandas da Educação Pública, o sindicato anexou uma análise minuciosa das problemáticas encontradas nas diretrizes de retorno, e uma abordagem conjuntural a partir de reflexões críticas.

Além de marcar a reunião com o sindicato, o MP convocou a SEMED para o encontro, como forma de dar maior resolutividade à reunião.

A entidade sindical frisa, que apesar de várias tentativas de diálogo desde o início do último mês de abril, com objetivo de discutir e construir coletivamente tais diretrizes, a secretaria optou por conduzir tal processo de forma unilateral, não levando em consideração as propostas apresentadas pelo sindicato, em especial a de retomada presencial somente após vacinação da população.

A Direção do Sindeducação avalia que as diretrizes da SEMED desprezam a participação dos educadores, – que estão no dia a dia das escolas -, do processo de construção de uma retomada segura, e que preserve a vida em primeiro lugar. Ao longo de todo o documento, pouco se fala da participação dos professores nesse processo, fato que para o Sindeducação é resultado de diretrizes construídas apenas por gestores que desconhecem a realidade factual dos espaços escolares e ignoram a situação estrutural precária da Rede de Ensino.

Acesse a íntegra dos documentos:

DIRETRIZES UNILATERAIS DA SEMED

PORTARIA N 151/2020 – SEMED

ANÁLISE DO SINDICATO SOBRE AS DIRETRIZES UNILATERAIS DA SEMED.

Imprensa Sindeducação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *