MÊS DO PROFESSOR | Sindeducação registra quase 70 atendimentos gratuitos no Projeto Saúde e Bem-estar do Professor

Drenagem Linfática foi o serviço mais procurado.

O “Projeto Saúde e Bem-Estar do Professor”, promovido pelo Sindeducação em homenagem aos professores, registrou ao longo da semana, no período de 7 a 11 de outubro, 67 atendimentos gratuitos nas áreas de Clínica Médica; Nutrição; Fonoaudiologia; Massoterapia; Psicologia; Odontologia; Acupuntura; e Drenagem Linfática.

Na terça-feira,8, a acupunturista Janaína Pereira fez atendimentos de professores que procuraram o Sindeducação. A profissional destacou que os sintomas de bursite de ombro; dores nas pernas e na coluna como os principais problemas apresentados pelos professores em decorrência da atividade profissional. “Além dos problemas físicos adquiridos, há também os emocionais” que, segundo a acupunturista, são os maiores.

Janaína Pereira faz atendimento de professora que buscou o Sindeducação.

A gente acaba observando que os problemas físicos vêm por causa dos problemas emocionais deles, e a acupuntura ajuda bastante. A partir da primeira sessão o paciente já sente uma melhora, mas o número de sessões ideal vai depender de como está o paciente e de como ele reage ao tratamento. Achei interessante a iniciativa do sindicato em promover esses atendimentos”, avaliou.

Um dos serviços mais procurados pelos professores foi a drenagem linfática, e isso se deve aos benefícios estéticos que ela proporciona, segundo informou a especialista Leonice Sá. Como consequência, a melhora na autoestima. A profissional também parabenizou o Sindeducação por proporcionar esse atendimento, que também atua na promoção da saúde.

A busca pela drenagem está sendo maior que pela massagem. Isso porque a drenagem tem um foco na estética. O procedimento facilita que a gordura saia do corpo, mas não faz milagre. A priori, 10 sessões são indicadas. Aconselhamos às pacientes que agreguem o tratamento com exercícios físicos, uma caminhada, por exemplo, para intensificar os resultados”, aconselhou.  

O procedimento foi aprovado e recomendado pela professora Valéria Moura Barros. “Nós professores precisamos desse tipo de acolhimento. Não só o tratamento da doença, mas também a prevenção. Adorei a sessão. A profissional é fantástica e deixa a gente à vontade. Me senti acolhida e amada. ‘Provei’ e aprovei o serviço. Espero que o sindicato continue com esse tipo de ação, que cuida do corpo e da mente dos professores”, frisou.

Quem também adorou o procedimento foi a professora Flor de Cássia. “Vim aproveitar esse presente que o Sindeducação está dando para nós professores sindicalizados. É muito bom cuidar de si. O grande amor da minha vida sou eu mesma, então tenho que me cuidar. Foi maravilhosa a sessão e vou continuar fazendo”, disse.  

Durante esta semana também foram ofertados, gratuitamente, serviços de limpeza e aplicação de flúor, no turno da manhã e da tarde. Quem usufruiu dos procedimentos odontológicos foi a professora Ellen Rose, que achou interessante, e parabenizou o Sindeducação pela realização do “Projeto Saúde e Bem-Estar do Professor”

Atendimento Odontológico fez limpeza e aplicação de flúor.

O projeto estimula a participação dos profissionais aqui no sindicato. Às vezes a gente só se comunica no momento de paralisação. É interessante que o Sindeducação promova atividades como essa, que tragam o profissional para dentro do sindicato. Achei interessante essa proposta de trazer outros profissionais da saúde, além do psicólogo e dentista que já atuam aqui. Até porque o professor precisa desses serviços para relaxar, visto que nosso dia a dia é muito desgastante”, afirmou.  

Na quarta, 9, pela manhã, houve atendimento com a massoterapeuta Leonice Sá, e pela tarde com a psicóloga Débora Santos. O Sindeducação já oferta atendimento com psicólogo há um ano, com preços bem acessíveis aos associados e dependentes.

A professora T.M. já usufrui do atendimento com a psicóloga Deborah Santos há alguns meses no Sindeducação, e aproveitou a tarde desta quarta-feira para uma consulta gratuita com a especialista.

Atendimento com a psicóloga Deborah Santos.

Achei a iniciativa boa. Porque às vezes o professor está precisando de um atendimento, mas a falta de dinheiro termina dificultando. As sessões com a doutora Deborah, no sindicato, têm me ajudando bastante; por isso continuo vindo. Muitos professores precisam desse acompanhamento. As sessões têm contribuindo muito para melhorar o meu lado profissional, pessoal, minha vida como um todo”, avaliou a educadora.

PROGRAMAÇÃO – No próximo dia 19, acontecerá a IV Caminhada do Educador, às 15 horas, na Avenida Litorânea. As camisas já podem ser retiras na sede da entidade sindical, sai gratuita para o associado e a R$ 15 reais para o dependente.

Tem professora que já garantiu a camisa. Corre!

No dia 24 acontecerá a Mesa-Redonda com o tema: “Professor, Resistir para Existir”, às 18 horas no auditório Zenira Fiquene, no Turu. E o encerramento do Mês do Professor acontecerá no dia 26, a partir das 17 horas, na Casa das Dunas. Os convites poderão ser retirados pelo associado, entre os dias 14 e 22 de outubro, na sede do sindicato em horário comercial.

Imprensa Sindeducação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *