Iniciativas foram propostas pela Apruma e Sinasefe-seção Monte Castelo

O Sindeducação, junto  com outras instituições sindicais, como a Apruma, o Sinasefe, o Sindicato dos Trabalhadores e das Trabalhadoras do Judiciário Federal e do MPU no Maranhão (Sintrajufe/MA), Sindicato dos Bancários do Maranhâo (SEEB/MA) e Sindicato dos Docentes das Universidades Estaduais Públicas do Maranhão (Sinduema), estão construindo um projeto coletivo em defesa da educação e dos serviços públicos.  Uma das iniciativas é a realização de campanhas unificadas de comunicação entre as entidades. Estão previstas ações como uma campanha de denúncias relativas ao Golpe Civil Militar de 1964/o avanço do autoritarismo e sobre a Reforma Administrativa. Para discutir essas demandas foi realizada uma reunião no dia 25 de março, organizada pelo do Grupo de Trabalho de Comunicação e Artes da Apruma.

De acordo com a secretária de Comunicação, Ana Paula Martins, que representou o Sindeducação nesta reunião virtual, o principal objetivo dessa introdução de diálogo com outras entidades é unir forças contra as perseguições políticas do Governo Bolsonaro que estão afundando o país. Juntas, as entidades lançarão uma campanha única de comunicação, assumindo uma agenda comum de atividades que refletirá no fortalecimento da representatividade dos sindicatos e, consequentemente, na melhoria das condições de vida dos trabalhadores de todo o Brasil.

“O governo está vindo com muita força para implementar a Reforma Administrativa (PEC32/2020). Precisamos de muita articulação, nossa expectativa é de resistência e luta para frear as tentativas de corte de direitos e desmonte de serviços públicos. Além disso, precisamos pôr fim à fúria ideológica tão insana desse presidente”, observou.

A dirigente sindical avaliou como positiva o projeto de unificação de reposta das entidades contra o autoritarismo e a PEC 32/20, ela informa aos filiados e filiadas do Sindeducação que as pautas discutidas já estão bem avançadas, tanto que mais uma reunião acontecerá nesta segunda-feira, 29 de março, às 16h. “Outras instituições podem somar conosco nesta reunião do GT, que vai acertar mais detalhes das campanhas. Quem desejar participar pode solicitar o link à Secretaria da Apruma no telefone (98) 9 8844 0401”, explicou a secretária de comunicação.

Mais iniciativas em defesa da educação pública

Outra importante iniciativa que o Sindeducação se incorporou é a construção do Fórum Permanente em Defesa do Ensino Público, proposta do Sindicato dos servidores dos Institutos Federais/ Sinasefe- Seção Monte Castelo que convocou uma reunião com esta finalidade no dia 26 de março, às 19h.

O objetivo da criação do fórum, segundo as diretoras do Sindeducação  Maria Dolores e Rosiane Amorim, que representaram a entidade na reunião, é lutar contra os ataques sistemáticos do governo federal, desde a implantação da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), e agora, com a aprovação das Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio Técnico Integrado. Vale lembrar que uma das propostas do governo Bolsonaro é acabar com o Ensino Médio nos Institutos Federais e garantir, de forma precarizada, o Ensino Profissionalizante.

Por outro lado, o governo, por meio do Programa Nacional do Livro e do Material Didático (PNLD) em parceria com o Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), quer criar projetos integradores e projeto de vida de forma a atender o mercado das editoras de livros didáticos, quem está por trás desses projetos são grandes corporações, Organizações Sociais e ONGs, como o Todos pela Educação, Fundação Leman, Fundação Airton Senna, entre outras.

 

_________

IMPRENSA SINDEDUCAÇÃO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *