Escola João de Souza Guimarães realiza protesto para denunciar descaso do poder municipal

DSC_0083

Professores, alunos e pais de alunos, iniciaram uma manifestação no início da manhã desta quarta-feira (27), em frente a UEB Professor João de Souza Guimaraes, localizada na Divinéia.

O intuito foi reivindicar por melhorias na pasta da educação municipal de São Luís que se encontra em estado de alerta, em decorrência dos graves problemas ainda não solucionados por parte do governo municipal.

A manifestação teve como objetivo chamar atenção da comunidade em geral para o descaso da Prefeitura de São Luís e da Secretaria Municipal de Educação (Semed), em relação aos intermináveis problemas que assolam o espaço escolar como a infraestrutura do ambiente; constante falta de água; insegurança no espaço de ensino; ausência de material pedagógico; implantação de laboratórios de informática e ciências, além de uma biblioteca para a prática de leitura; entre outras reivindicações.

A passeata que carregou professores, alunos e pais de alunos, percorreu as ruas do bairro Divinéia, Sol e Mar, Vila Luizão, e bairros adjacentes.

A prof. Elisabeth Castelo Branco, presidente do Sindeducação, durante a passeata, fez diversos questionamentos sobre a postura do prefeito Edivaldo Holanda Junior e mencionou que o município de São Luís recebe verbas do governo federal para reformas e construção de escolas. “É inadmissível o governo prometer e não cumprir; estamos cansados de tantos discursos e falácias; queremos atitudes concretas e eficazes para solucionar o problema da educação; recursos tem, mas infelizmente não está sendo aplicado como deveria”, disparou durante o protesto.

DSC_0064

Para Vitória Mendonça, aluna da Escola João de Souza Guimarães, a falta de agua é constante e sem falar dos problemas do prédio. “Gostaria muito que essa situação mudasse; preciso estudar e estou perdendo dias importantes que podem favorecer meu ingresso numa faculdade”, reclamou.

Também esteve presente na manifestação as professoras Orfisa Surama e Isabel Cristina Dias da diretoria do Sindicato.

NOTA DA SEMED DEPOIS DA PASSEATA NA ESCOLA

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed) informa que a Unidade de Educação Básica (U.E.B.) João de Souza Guimarães já possui o serviço de vigilância e que o abastecimento de água na referida unidade de ensino Já foi normalizado. A Semed reforça ainda que a escola receberá os serviços de requalificação estrutural, dentro do cronograma de recuperação das unidades de ensino em curso desde o início da atual gestão.

Logo acima, a Secretaria de Educação emite uma nota informando que o serviço de vigilância e o abastecimento da água já foram normalizados, mas segundo professores e alunos, que se encontram no interior da instituição escolar, repudiam o descompromisso e a omissão do poder municipal diante de uma situação que já chegou no limite.

“Quem vive dentro da escola é que sabe das necessidades; uma verdadeira falta de vergonha dessa Semed, em dizer que esses serviços foram normalizados; estamos protestando é por recursos básicos que não temos; e as crianças, que sofrem todos os dias, ficam à mercê dessa gestão que não valoriza a educação”, pontuou a professora Sâmia Regina.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *