Educação Infantil é tema de discussão entre Sindeducação e Semed

foto reunião 3

Continuando com as reuniões com as superintendências da Secretaria Municipal de Educação, para tratar sobre a pauta de reivindicação específica, o Sindeducação se reuniu na tarde desta quarta-feira, 14, com a Superintendência da Educação Infantil, que tem como titular a professora Joseilda Descovi.

Ao iniciar a reunião, o Sindeducação requereu os números correspondentes à educação infantil da rede Pública Municipal de São Luís. Foi solicitado o número de escolas que fazem parte da rede, quantitativo de escolas da educação infantil que foram fechadas e ainda onde há carência da garantia de 1/3 hora atividade a professores.

Pontos Discutido:

  1. Calendário Escolar –

Posicionamento do Sindeducação – o sindicato solicitou os calendários escolares com a finalização do ano letivo de 2017 e o início do ano de 2018, assim como a carência de professores do segmento.

Resposta: A superintendência da Educação Infantil vai oficializar o Sindicato com as informações até segunda-feira, 19 de março.

  1. Jornada de trabalho

Posicionamento do Sindeducação: O Sindeducação questionou a efetivação do 1/3 hora atividade e a garantia desse direito conquistado pelos professores da rede. Outra cobrança do sindicato foi quanto ao tempo do recreio para a educação infantil dentro das quatro horas aulas.

Resposta: A superintendente da pasta do segmento, Joseilda Descovi, reconheceu que ainda existe falha na garantia da hora atividade e disse que a Semed está se organizando para sanar esse problema. Quanto aos 15 minutos do recreio, para a superintendente esse assunto já foi esgotado, pois esse tempo já está incluso nas quatro horas trabalhadas, visto que o professor mantém interação integral com os alunos.

3 – Garantia do coordenador pedagógico em todas as escolas da educação infantil

Posicionamento do Sindeducação: Hoje a rede pública municipal tem uma defasagem de quase 50% de coordenadores pedagógicos. Das 95 escolas de educação infantil, apenas 90 profissionais estão habilitados para trabalhar nesses espaços nos dois turnos.

Resposta: Essa problemática também vai ser revista pela superintendente que espera sanar esse problema.

4 – Formação continuada para os professores da Educação Infantil.

O sindicato questionou a superintendência da defasagem nos cursos de formação continuada para os professores da Educação Infantil da rede pública municipal de São Luís e fez a defesa da categoria quanto a importância do estudo e desenvolvimento da prática pedagógica dentro da sala de aula, fato que vai beneficiar tanto o professor quanto o aluno.

A nova reunião para aprofundamento das discussões será no próximo dia 11 de abril, a partir da 14h30, na Semed.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *