COVID-19 | Sindeducação solicita ao prefeito de São Luís pagamento imediato do Abono Salarial

Sindeducação protocolou ofício ao prefeito Edivaldo na Secretaria de Governo do Município – SEMGOV.

O Sindeducação protocolou nesta quinta-feira, 19, ofício direcionado ao Prefeito Edivaldo Holanda Júnior (PDT) solicitando o imediato pagamento do Abono Salarial aos professores da Rede Pública Municipal. A medida, segundo a presidente do Sindeducação, professora Elisabeth Castelo Branco, é necessária para auxiliar, economicamente, os professores diante da pandemia do coronavírus (Covid-19).

Além disso, o Sindeducação ressalta no documento que o pagamento dos valores aos professores serve para reduzir os impactos econômicos do COVID-19 na economia local. “Dinheiro circulando, nesse momento, é muito importante para a economia da nossa cidade, e o Poder Público tem o dever de fomentá-la” avalia a sindicalista.

O sindicato também pontuou ao gestor municipal, que muitos professores são arrimos de família. O lapso de tempo entre o anúncio feito pelo prefeito, no dia 20 de janeiro, e o presente momento, enseja ansiedade na categoria”, frisa a professora Elisabeth.

ENTENDA – O Abono Salarial é uma verba transitória, que não pode ser incorporada ao vencimento do trabalhador. Foi anunciado no último mês de janeiro pelo prefeito, não se tratando de uma reivindicação da categoria que está há quatro anos sem reajuste salarial e com vencimentos defasados. Os professores da Rede Municipal aprovaram, no último dia 18 de janeiro, pauta única de luta, 32,15% de reajuste salarial, referente aos anos de 2017/2018/2019 e 2020.

Imprensa Sindeducação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *