CONVOCAÇÃO | Sindeducação convoca professores para Assembleia Geral Extraordinária no próximo dia 6

O Sindeducação convoca os educadores para Assembleia Geral que ocorrerá no próximo dia 6 de Agosto, a partir das 15h, no auditório da FETIEMA, localizada ao lado da Praça da Bíblia, Fabril. A assembleia vai discutir, dentre outros, a proposta de unificação de matrículas para os professores da Rede Municipal e a resposta da proposta de Acordo Judicial no processo de descontos indevidos sobre o adicional de 1/3 férias realizados pelo IPAM.

A assembleia, que também abordará informes locais e nacionais; andamento das negociações com a Secretaria de Educação – SEMED; e a participação da categoria na Greve Geral da Educação, marcada para o próximo dia 13.

A presidente do Sindeducação, professora Elisabeth Castelo Branco, ressalta que também falará aos professores, repassando as informações mais recentes, sobre o julgamento, pelo Supremo Tribunal Federal – STF, da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental – ADPF 528, que busca vincular os R$ 90 bilhões dos precatórios do FUNDEF para o Magistério.

A sindicalista reforça o convite aos educadores, e ressalta a importância do momento e a necessidade de intensificação da mobilização dos trabalhadores. “É preciso que os educadores compareçam em grande número, para que possamos debater e encaminhar as pautas elencadas, unificando nossas demandas específicas com as pautas nacionais”, frisa a sindicalista.

Professora / Professor, a sua participação é fundamental nesse processo de construção da luta, assim como para tomada de decisões. Contamos com a sua presença! Participe!

UNIFICAÇÃO DE MATRÍCULAS – Na última reunião realizada com a SEMED, no dia 17 de julho, o Sindeducação defendeu a possibilidade de unificação de matrículas para os professores que possuem duas matrículas na Rede Pública Municipal de São Luís, fato que reduziria, de imediato, os transtornos de acúmulo de cargos para uma grande parte dos educadores.

Recebemos da SEMED uma minuta de Projeto de Lei com alterações de alguns artigos do Plano de Cargos, Carreira e Vencimentos dos Profissionais do Magistério – PCCV, que será apresentado durante Assembleia Geral o mais breve possível, para um amplo debate com a participação de toda a categoria dos profissionais do Magistério”, ressaltou a presidente do Sindeducação.

Uma das alterações é a mudança da nomenclatura dos cargos, item que tem induzido o TCE a erro, creditando que coordenadores e supervisores de escola, por exemplo, que são professores com suporte pedagógico, sejam entendidos como cargos técnicos.

Os professores precisam ter calma nesse momento, e reunir todos os documentos que precisam ser remetidos, acompanhado do formulário de defesa, e confiar no Sindeducação, que defenderá todos os professores filiados que tenham acúmulo de cargos dentro da previsão constitucional”, finalizou a presidente do sindicato.

Imprensa Sindeducação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *