CONFIANÇA | Categoria reconhece atuação da Direção, e Sindeducação recebe quase 250 novos filiados em 2019

Em 2019 o Sindeducação recebeu 238 novos pedidos de sindicalização de professores da Rede Municipal de São Luís. Dados da Administração do sindicato demonstram que a entidade sindical obteve, ao longo dos últimos meses, um crescimento de 5,8% de novos sócios, atingindo a marca de 4.337 filiados.

A professora Elisabeth Castelo Branco, presidente do Sindeducação, comentou os números e ressaltou que a busca pela sindicalização é fruto do reconhecimento dos professores ao trabalho sério realizado pela Direção Sindical ao longo dos últimos anos.

“O professor é o nosso público primeiro, nossa razão de existir, por isso, a atual Direção tem buscado desenvolver um trabalho que propicie benefícios e resultados para quem financia a instituição”, aponta a dirigente.

Além da luta sindical e política travada com a Prefeitura de São Luís em defesa dos educadores, como as campanhas salariais que buscam estabelecer o diálogo propositivo na resolução de diversas questões; o Sindeducação oferece convênios e serviços para seus sindicalizados.

“A categoria está sem reajuste há mais de três anos, com os direitos estatutários em atraso, sem estrutura física e pedagógica nas escolas, e os professores sabem exatamente quem é o culpado disso: o prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, que tem uma dívida com os educadores e vai sair desse mandato como o pior gestor municipal de todos os tempos, caso não mude sua postura antes de encerrar seu segundo mandato”, avalia a líder sindical.

Mobilização dos professores em defesa da Educação Pública gratuita e de qualidade; por um Novo FUNDEB; pelos Precatórios do FUNDEF para o Magistério, são apenas algumas da lutas que o Sindeducação está engajado. “Temos procurado ampliar nossas ações, alinhando as bandeiras nacionais de luta com nossas demandas locais”, explicou a presidente.

Na área de serviços aos associados, o Sindeducação disponibiliza atendimento jurídico na Sede Administrativa, em dias e horários pré-definidos, e faz o acompanhamento processual de ações coletivas e individuais, do ajuizamento ao pagamento da verba devida.

“Além disso, dispomos de serviços na área de saúde como dentista e psicólogo, além de convênios com dezenas de estabelecimentos dos mais variados tipos”, comenta a professora Elisabeth Castelo Branco.

UTILIDADE PÚBLICA – Além do trabalho em defesa dos professores da Rede Municipal, o Sindeducação atua na fiscalização da infraestrutura das escolas e creches da Capital. Denuncia abandono de obras de construção e reforma, e mobiliza a sociedade ludovicense na defesa da Educação Pública. “Denunciamos diariamente a situação das escolas da Rede Municipal, que em sua maioria estão deterioradas e necessitam urgente de reformas.

Segundo dados do Sindeducação, a falta de condições estruturais e pedagógicas são os dois principais motivos que causam o baixo índice de aproveitamento escolar, resultando em evasão e nota baixa no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (IDEB), que é um indicador criado pelo governo federal para medir a qualidade do ensino nas escolas públicas.

DÉFICIT NA REDE – Além das lutas pontuais, o Sindeducação também defende a convocação de todos os aprovados no último Concurso Público da SEMED. O sindicato, que lutou arduamente em 2014 pela abertura do certame, denuncia que cerca de 50% das escolas da rede têm uma ou mais disciplinas sem professor. “Casos como o da UEB Henrique de La Roque e Rosa Mochel são comuns e graves, pois as crianças e adolescentes estão sem professores de várias disciplinas há quase dois anos” lamenta a presidente do sindicato.

Imprensa Sindeducação.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *