Ato Em Defesa da Educação e Contra PL 5595/2020 foi realizado na Praça Deodoro

Na tarde desta quarta-feira, 19/05, a diretoria do Sindeducação participou do Ato Em Defesa da Educação e Contra o PL 5595/2020, realizado na Praça Deodoro, Centro.

O ato, que aconteceu em todo território nacional, teve entre seus objetivos mostrar à sociedade que o PL 5595/2020 é mais um ataque do Governo Bolsonaro contra a educação e seus profissionais. O Projeto de Lei 5595 prevê a reabertura de escolas e universidades públicas e privadas considerando-os como serviços essenciais, mesmo neste momento da pandemia da covid-19. A proposta visa somente beneficiar os interesses privados na educação.

Neste importante cenário de luta e resistência contra esses ataques constantes, que foram explicitamente acentuados durante a pandemia, as entidades Sindeducação, Apruma, Sinasefe Monte Castelo, Sinasefe Maracanã e Coletivo de Trabalhadores da Educação Básica do Maranhão no Campo Sindical (Cotemacs) reforçaram no ato desta quarta-feira o entendimento de que precisamos garantir o essencial:  a vida da população brasileira! Garantir que todas e todos sejam vacinados e somente depois, pensar em estratégias de retorno realmente seguras.

“Estamos diante de um governo que negou 11 propostas de compra vacina, são mais de 400 mil brasileiros que perderam a vida pra doença. Além disso, não há o fornecimento de um auxílio emergencial digno às famílias em situação de vulnerabilidade social. Agora, o PL 5595 veio pra dizer que educação não é nem mais um direito.  É um serviço. Este governo genocida quer literalmente que os trabalhadores fiquem expostos à doença”, afirmou a Secretária Geral do Sindeducação, Rose Costa.

Como enfrentamento da pandemia, evitando aglomerações e seguindo rigorosamente as recomendações das autoridades de saúde, a mobilização realizada na capital maranhense na data de hoje contou apenas com os representantes das entidades. Na oportunidade, o organizadores do ato entregaram aos transeuntes da Praça Deodoro a CARTA ABERTA DAS ENTIDADES DA EDUCAÇÃO DO MARANHÃO EM DEFESA DA EDUCAÇÃO E DA VIDA E CONTRA O PL 5595/2020. No teor do documento, a preocupação das entidades sobre a decisão do governo de reabrir as escolas durante a pandemia. Para elas, voltar às aulas presenciais, sem garantir vacinação para toda comunidade escolar, é contribuir para o aumento significativo de contaminação do coronavírus e, consequentemente, aumento de mortes.

________

IMPRENSA SINDEDUCAÇÃO

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *