Com “apitaço”, Sindeducação participa de manifestação em frente à Prefeitura

 

Na manhã desta quinta-feira (15), o Sindeducação participou da manifestação promovida pelos profissionais da educação que realizaram concurso público da Prefeitura de São Luís, em 2016, e até o momento não foram empossados. Os manifestantes cobram uma resolutiva para esta situação que arrasta-se há 4 anos – o prazo para a convocação desses profissionais termina no final do mês de maio deste ano.

A mobilização aconteceu em frente à Prefeitura de São Luís, no ato participaram tantos os concursados que esperam pela convocação, quanto os que já foram nomeados em dezembro de 2020, mas, até o momento não tomaram posse, muitos desse último grupo, inclusive, já pediram exoneração de outros vínculos empregatícios e estão sem os seus salários.  Os concursados queixam-se da morosidade do atual administração municipal para solucionar o caso e da falta de comunicação que está acontecendo entre Prefeitura, a Secretaria de Educação (Semed) e a Secretaria de Administração (Semad); as pastas emitem informações desencontradas e descumprem o que ficou acordado nas reuniões anteriores realizadas com os concursados. Vale lembrar que o município de São Luís já se comprometeu de fazer um mapeamento sobre a carência de professores na rede pública municipal, mas, até o momento o que foi apresentado foi superficial.

A presidente Regina Sheila Bordalo, que estava na manifestação, disse que 100 dias de trabalho da Prefeitura de São Luís foram suficientes para a atual gestão fazer o levantamento da real carência de professores na rede pública e não algo preliminar. “A carência é muito maior, por alto a rede precisa de 45 professores do 1 ° ao 5 ° ano; 228 professores do 6 ° ao 9 ° ano para a Zona Urbana; 20 professores de 1 ° ao 5 ano e 49 professores   do 6 ° ao 9 ° ano (Zona Rural). A carência existe, a Prefeitura de São Luís precisa entender da importância desse concurso, ter profissionais concursados, que estudaram, se prepararam é a premissa fundamental do serviço público”, observou.

A manifestação chamou atenção dos transeuntes da Praça Pedro II e da imprensa, na oportunidade, o titular da Secretaria Municipal de Governo (Semgov), Enéas Garcia Fernandes Neto, recebeu a comissão dos concursados e o sindicato para uma conversa informal. No encontro, mais uma vez, ele fez alguns questionamentos – o sindicato e os profissionais já haviam se reunido com ele no mês de março e apresentado a pauta. Enéas Garcia marcou uma nova reunião com os concursados para esta sexta-feira, 16 de maio, às 16h, na sede da Semad. A presidente Regina Sheila Bordalo reforçou sobre a importância de, nesta reunião, a Prefeitura de São Luís apresentar o documento com dados precisos sobre a carência da rede.

Confira a ata da reunião, clicando (aqui).

 

______

IMPRENSA SINDEDUCAÇÃO

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *