Sindeducação visita escolas e destaca a luta pela reforma da UEB Antônio Vieira

O Sindeducação iniciou na manhã da quarta-feira, 1º, os trabalhos de visitas às escolas da rede pública municipal de São Luís. A direção sindical visitou a UEB Antônio Vieira, no Bairro do São Cristóvão, que estava fechada para reforma desde o início do ano de 2018.

O Sindeducação, juntamente com pais, alunos, professores e comunidade em geral, lutou, insistentemente, para conquistar a reforma, que, à época apresentava condições inviáveis de funcionamento. Desde 2014, a entidade sindical vinha denunciando e cobrando providências efetivas para os graves problemas estruturais do prédio.

Durante a visita, as diretoras sindicais verificaram todas as dependências que passaram por melhorias. A reforma contemplou a pintura de todo o prédio escolar, os sistemas elétrico e hidráulico; o forro foi substituído e todas as salas foram climatizadas. A quadra esportiva também foi revitalizada.

“A reforma da unidade de ensino é uma conquista da luta do sindicato e de toda a comunidade escolar”, salienta a 1º Tesoureira, professora Izabel Cristina.

Após a reforma, a escola enfrenta problemas pedagógicos, com a falta de professores de disciplinas. A direção sindical verificou que o maior déficit é em relação à disciplina de Português, e que não há previsão para o suprimento do déficit.

Com a carência de professores, o processo ensino e aprendizagem fica comprometido, tendo em vista que a reposição do conteúdo perdido – de modo satisfatório – ao longo dos meses torna-se impossível.

“O problema gera prejuízos irreparáveis sobre a vida escolar dos alunos da rede municipal. A língua portuguesa, assim como todas as outras disciplinas, é de suma importância para o aprendizado, principalmente, para os estudantes que estão em fase de transição do ensino fundamental para o médio. O Sindeducação denunciará essa situação à Promotoria de Defesa da Educação, pois não podemos aceitar que os discentes assumam o prejuízo da falta de gestão da Semed”, alerta a vice-presidente, professora Josidete Barbosa.

Assim como na UEB Antônio Vieira, várias escolas da rede pública municipal sofrem com a falta de professores. “Esse é um problema recorrente e, a entidade sindical vem denunciando, pressionando e cobrando da Semed a convocação dos aprovados do concurso, para que se possa suprir essa demanda, pois trata-se do futuro educacional dos estudantes. É dever do município ofertar uma educação pública dentro dos padrões de qualidade, com infraestrutura adequada tanto física quanto pedagógica”, explicou a presidente do Sindeducação, professora Elisabeth Castelo Branco.

 

Relembre a nossa luta !

http://sindeducacao.org/sindeducacao-visita-escolas-e-denuncia-a-situacao-precaria-da-rede-publica-municipal

http://sindeducacao.org/professores-alunos-e-pais-realizam-manifestacao-contra-a-falta-de-infraestrutura-da-ueb-antonio-vieira

http://sindeducacao.org/visita-a-ueb-antonio-vieira

http://sindeducacao.org/mais-um-estrutura-metalica-da-quadra-da-ueb-santa-clara-desaba-e-deixa-14-criancas-feridas-na

http://sindeducacao.org/sindeducacao-constata-atrasos-e-descaso-em-obras-de-reformas-das-escolas-da-rede-publica-municipal-de-sao-luis

ASCOM /Amanda Aguiar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *