SEMINÁRIO | Educadores não sindicalizados e estudantes têm até o dia 31 de março para pagar a taxa de inscrição

Os interessados em participar do Seminário: A Práxis Pedagógica no Novo Cenário Político Educacional: entre o ideal e o real, que não são associados ao Sindeducação, e estudantes em geral, devem efetuar o pagamento da taxa de inscrição até o próximo dia 31 de março. A organização do evento remeteu mensagem para o e-mail cadastrado pelo interessado no ato da inscrição, com as orientações sobre o pagamento.

Quem não efetuar o pagamento no prazo determinado, perderá a vaga, sendo disponibilizada para outro candidato. O Sindeducação recebeu um total de 270 inscrições de pessoas interessadas em participar do evento, destas, cerca de 30% são profissionais da educação não sindicalizados, autônomos e estudantes do Magistério.

A partir do dia 02 de Abril, terça-feira, o Sindeducação vai disponibilizar um lote de inscrições para novos interessados, com as vagas remanescentes dos candidatos que não efetuaram o pagamento.  O candidato que, porventura, não tenha recebido o email, deverá enviar mensagem pelo aplicativo WhatsApp para o número (98) 98504-3481, e solicitar os dados bancários para pagamento.

Maioria dos interessados atua na área de Educação Infantil.

SEMINÁRIO –  O evento, realizado pelo Sindeducação por meio da Secretaria de Assuntos Educacionais, visa valorizar o profissional da educação, agregando e atualizando os conhecimentos, com objetivo de aperfeiçoar a gestão em sala de aula, e aprofundar temas como a saúde física e emocional dos docentes.  O evento acontece de 8 a 11 de Maio, na Associação Comercial do Maranhão, Centro Histórico da Capital, com a presença de diversos palestrantes de renome estadual e nacional

Este será o segundo seminário realizado pelo Sindeducação na atual gestão. É planejado sob uma visão panorâmica da Educação Pública municipal, com temas que afligem a categoria diante de um cenário caótico. O primeiro seminário, realizado em 2017, abordou o tema Educação Infantil.

Já estão confirmados, como palestrantes, a professora doutora Cacilda Rodrigues Cavalcanti (UFMA); professor doutor João Bottentuit Jr. (UFMA); professora doutora Joelma Reis (UFMA); professor mestre Carlos Eduardo Penha Everton (IFMA); professor mestre Gilvan Azevedo (IFMA); professor doutor Acildo Leite da Silva (UFMA); professor doutor Genylton Rocha, da Universidade Federal do Pará (UFPA), dentre outros.

Para o sindicato, os avanços na educação perpassam por várias concepções, dentre as quais, políticas, pedagógicas, ideológicas, e não menos importante, emocionais. Todas essas temáticas serão aprofundadas durante o evento, potencializando discurso e reflexão entre o cenário ideal e o real.

Para a professora Gleise Sales, secretária de Assuntos Educacionais da entidade, a educação municipal há muito é negligenciada, falta estrutura física e pedagógica, recursos didáticos, profissionais, entre outras situações alarmantes, mas não faltam questionamentos de quem é o fracasso da educação, ou onde está a fragilidade do ensino público, ou ainda, quais devem ser as Políticas Públicas necessárias e urgentes para avançar na educação. “Questionamentos não faltam, nós não podemos é ficar apáticos diante desse cenário de guerra, em que os profissionais do Magistério são sempre apontados como os culpados pela falta de qualidade da Educação Pública”, frisa.

Segundo a sindicalista, o Poder Público sempre dá um jeito de retirar a sua responsabilidade, lançando todo o fracasso e caos da educação sobre o professor. “Nessa falácia, o gestor municipal desconsidera toda a contrapartida que deveria ser oferecida pelo governo”, assinala Gleise Sales.

O Sindeducação possui uma visão holística do processo educacional, e entende que todos devem estar envolvidos para o avanço da Educação Pública. “A Administração Municipal não dá estrutura, não prestigia seus professores e pesquisadores, mas, mesmo assim, em espaços inadequados para o desenvolvimento da aprendizagem, os profissionais do Magistério desenvolvem, sem medidas, o saber, e os avanços conquistados se devem, única e exclusivamente, ao empenho desses profissionais”, finaliza a professora.

CENÁRIO ATUAL – O professor em sala de aula precisa saber analisar o cenário político educacional que está envolvido, e no contexto pedagógico pensar novas práticas, aquelas que realmente alcancem seus alunos. Estar em sala de aula requer uma reflexão diária sobre a prática pedagógica, com base na premissa da ação-reflexão-ação. No cenário político disposto pelo novo Governo Federal, é necessário se envolver, e cada vez mais, tomar conhecimento de todas as mudanças que vão atingir, direta e indiretamente, os docentes de todo o País.

CAPACITAÇÃO – Pensando em preencher mais uma lacuna na Educação Pública, deixada pela gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior, que ao longo de seus sete anos de mandato não realizou um grande seminário, com palestrantes renomados, o Sindeducação planeja realizar eventos dessa natureza, voltados para os educadores da Rede Pública Municipal, em todas as áreas de atuação do Ensino Público: Educação Infantil (Anos Iniciais e Finais); Educação Especial; e Educação de Jovens e Adultos (EJA).

 

Imprensa Sindeducação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *