Professores realizam último dia de blitze nas escolas desta semana

foto_materia

Dando prosseguimento a mais uma etapa de Blitze nas escolas, os professores da rede pública municipal de São Luís vão às ruas nesta quarta-feira, 8 de junho, com um saldo positivo pelo trabalho realizado nos dias 6 e 7 de junho. Mais de 60 escolas, visitadas nesses dois dias, alcançou um índice favorável de conscientização, principalmente zona rural da capital.

Nesse aspecto, o objetivo é conscientizar os professores que ainda não iniciaram o movimento grevista para uma reflexão acerca do abandono que causou a atual gestão do prefeito Edivaldo Holanda Junior. Afirmando, principalmente, o compromisso de luta em prol do acesso à educação de qualidade e reajuste salarial da categoria.

“Os resultados alcançados em pouco mais de duas semanas de movimento paredista, teve um saldo positivo de adesão da categoria de professores. A unificação desses trabalhadores e trabalhadoras em educação fortalece a luta contra as investidas contrárias do atual governo que se diz ciente da situação, no entanto, jamais conseguiu resolver as problemáticas da rede. Esse movimento é legítimo e estamos reivindicando uma pauta extensa que permanece, de alguma forma, desassistida pelo desgoverno de Edivaldo Holanda Junior”, mencionou a presidente Elisabeth Castelo Branco.

Segundo a presidente do sindicato, essa interação corpo a corpo com os educadores aumentou significativamente o processo de adesão ao movimento, uma vez que a informatização da agenda de greve (atrelada a todas as questões educacionais) vem contribuindo para o aumento de educadores nas ruas participando das atividades. 

Realidade

Apesar do alto índice de problemas registrado na rede pública de ensino, o prefeito de São Luís Edivaldo Holanda Junior, permanece tranquilo em seu gabinete, fingindo que nada acontece em sua volta. Mesmo com um grande número de veículos midiáticos a seu favor (onde gasta milhões com propagandas e comunicação) a veracidade dos fatos está estampado em cada canto de São Luís com o número exorbitante de unidades abandonadas pela má administração do governo municipal.

Os professores da rede pública municipal lutam incansavelmente por melhores condições de trabalho; acesso à educação, de acordo com a Lei e Diretrizes Básicas (LDB); e melhores salários.

Então vamos realizar um grande ato público em manifesto aos problemas educacionais, nesta quarta-feira, 08 de junho, na Praça do Bacanga, em frente a UEB Raimundo Chaves.

#vempralutaeducador

#semvalorizaçãonãotemeducação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *