Professor, veja dicas importantes para o cuidado com sua saúde!

bemestar

São horas e horas exigindo das cordas vocais, repetições de movimentos durante as aulas, muito tempo em pé, corre-corre para dar tempo de sair de uma sala e ministrar aula em outra, má alimentação, trabalho que se leva para terminar em casa e stress, tudo isso faz parte da rotina de muitos professores e evitar desgastes é um desafio para muitos, saiba que existem alguns métodos que você, professor, pode inserir no seu dia a dia e que vão colaborar para uma melhor qualidade de vida. Separamos algumas dicas importantes. Acompanhe:

1 – Dica para prevenir a tensão vocal:

Por ser uma das ferramentas mais utilizadas pelo educador, a voz merece sempre uma atenção especial, portanto, tente ao máximo evitar chamar os alunos que estejam mais distante aos gritos. Uma boa dica é pedir ajuda de outro aluno para chamá-los. Lembre-se sempre da hidratação, beba água com freqüência para umedecer a laringe e o trato vocal. Se possível, tente encontrar pelo menos 30 minutos ao longo o dia para não falar nada, consulte um fonoaudiólogo, o profissional pode recomendar exercícios fáceis que você pode fazer em casa ou na escola.

2 – Evite dores nas costas

Os professores têm chances maiores de sofrerem lesões musculoesqueléticas, especialmente nas costas, pescoço e membros superiores – inclusive os professores de Educação Infantil são os mais propensos a sofrerem dores lombar. A dor nas costas pode ser facilmente evitável com mesa e cadeira adequadas para o trabalho, roupas e sapatos confortáveis, exercícios e alongamento.

Verifique se a sua mesa e cadeira estão em uma altura correta. Alongue-se a cada 20 a 30 minutos, professor, você pode envolver seus alunos – alongamento e movimentos físicos podem quebrar a monotonia e auxiliar no processo de aprendizagem! Invista em sapatos confortáveis, como tênis com solado de borracha e saltinhos de base larga (para mulheres).

3 – Viroses

Há maneiras de minimizar o risco uma virose, como o de ser impossibilitado de dar aula por conta de uma gripe ou ser derrubado por um ataque desagradável de catapora ou sarampo. Portanto: lembre seus alunos sobre a importância de manter a higiene, como lavar as mãos ao utilizar o banheiro e cobrir a boca quando espirrar ou tossir.Quando estiver com doença infecciosa, tanto aluno quanto professor devem permanecer em casa, evitando, assim, a propagação do vírus.

4 – Diga não aos excessos

Se você não tem o tempo ou a capacidade de assumir trabalho extra, então diga não. Explique que está com outra atividade e ofereça sua ajuda em outro momento, quando puder estar presente e inteiro naquela atividade. Encontre tempo para um hobby relaxante e agradável. Uma caminhada curta, um filme, mesmo que sejam dez minutos para ler um livro enquanto toma café da manhã. Ter um tempo só para você é uma excelente maneira de relaxar e recarregar as energias.

5- Alimente-se bem

Cafés a cada intervalo, lanchinhos gordurosos porque alguém fez uma festinha no dia anterior e lembrou de levar algo para você no dia seguinte. Apesar de ser quase que impossível seguir a recomendação se alimentar de três em horas, leve dentro da bolsa uma fruta para comer durante um intervalo de aulas. Lembre-se de inserir nas refeições verduras e frutas, prefira sucos naturais no lugar de refrigerantes, e mastigue devagar, é importante para sua digestão! Vá com freqüência ao médico e consulte também um nutricionista para lhe recomendar um cardápio adequado para a sua rotina. Reservar um tempo para a realização de atividades físicas também é primordial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *