NOTA | Sindeducação repudia tentativa de controle ideológico da Educação por deputada estadual eleita do PSL

O Sindicato dos Profissionais do Magistério da Rede Municipal de São Luís (SINDEDUCAÇÃO), por meio de sua Direção – gestão “Resistir, Lutar e Avançar nas Conquistas” -, vem a público REPUDIAR a atitude da deputada estadual recém-eleita pelo estado de Santa Catarina, Ana Caroline Campagnolo (PSL), de divulgação, em uma conta de sua responsabilidade na rede social Facebook, de um canal telefônico e de mensagens digitais de comunicação, sem qualquer amparo legal, estimulando estudantes a enviarem vídeos das aulas de pretensos “professores doutrinadores.”

Para o Sindeducação, a deputada implantou um canal ilegal de recebimento de delações informais, anônimas, objetivando impor um regime de medo nas salas de aula, o que não é permitido pela Constituição, uma vez que os estudantes devem ser colocados a salvo de toda forma de exploração, crueldade e opressão.

O sindicato frisa, que nenhuma criança, adolescente ou jovem, deve ter o ensino submetido ao controle ideológico e político imposto por um membro eleito para o Legislativo, que se diz representante do povo, pois o direito à crítica pode e deve ser exercido na escola, sem cerceamentos de opiniões políticas ou filosóficas.

Portanto, o total repúdio dos profissionais do Magistério ludovicense contra a deputada. O Sindeducação, nesta oportunidade, também parabeniza o titular da 25ª Promotoria de Justiça de Florianópolis (SC), promotor de Justiça Davi do Espírito Santo, pela rápida e corajosa denúncia contra a deputada.

Aguarda-se, da Justiça, a mesma postura imparcial, ilibada e corajosa do Ministério Público, no que no julgamento do pedido de Liminar para suspensão da divulgação do material criminoso da parlamentar, como no julgamento do mérito e condenação da mesma.

A Diretoria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *