Contagem regressiva para a IV Festa do Educador

Cópia_de_segurança_de_Banner fundo de palco

 

O Sindeducação – gestão Resistir, Lutar e Avançar nas Conquistas, realizará no dia 11 de novembro, a partir das 17h30min, no Centro de Convenções da Universidade Federal do Maranhão (UFMA ), a IV Festa do Educador “Guerreiros da Educação”. A entrega dos convites encerrará neste sábado, dia 4 de novembro. Neste dia o atendimento será das 8h às 12h, na sede do sindicato.

“Depois de muitas lutas, essa é uma ocasião para confraternizar e se divertir. Além de ser um momento para comemorarmos o nosso dia e renovar as nossas energias para o ano de 2018”, enfatizou a presidente do SINDEDUCAÇÃO, professora Elisabeth Castelo Branco.

O Sindeducação organizou uma grande festa para este ano. Com o tema “Guerreiros da Educação”, a IV Festa do Educador vai incorporar o cenário de luta da época medieval, para representar a luta dos professores da rede pública da nossa capital.

O objetivo é fazer com que os professores vivam e incorporem esse momento de batalha medieval, trabalhando a imaginação e a fantasia dos personagens da época, diante da decoração que lembrará esse momento de batalha. Professores, entrem no clima da festa, trazendo o brilho de Guerreiros da Educação. Deixem a criatividade fluir na época das grandes batalhas. E caso o professor não queira usar fantasia, poderá adquirir a camisa personalizada dos Guerreiros da Educação, no valor simbólico de R$ 15,OO. (As camisas também podem ser customizadas de acordo com o tema).

Mais uma vez, o Sindeducação planejou um momento diferente para os educadores, que poderão desfrutar de uma noite de muita animação, interatividade, conforto e premiações. Outro ponto forte das festas da entidade sindical é a organização, que trabalha de forma planejada e sistemática para que nenhuma falha comprometa o objetivo e a estrutura da festa; garantindo, assim, a satisfação dos educadores.

“Vamos nos reunir, integrar e estreitar os nossos laços profissionais e de amizade para, em 2018, prosseguimos em nossa luta para assegurarmos dignidade e valorização aos profissionais da educação com salários dignos e condições mínimas de trabalho e, consequentemente, educação de qualidade à população ludovicense”, frisou Elisabeth Castelo Branco.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *